top of page

Estudo da Leggio e IBP analisam crescimento da demanda por combustíveis e biocombustíveis até 2035

Matéria do Valor Econômico destaca a necessidade de investir R$ 117,7 bilhões em infraestrutura no Brasil para atender à crescente demanda por combustíveis até 2035. O cálculo é resultado de um estudo do IBP – Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás em parceria com a LEGGIO Consultoria, que prevê ainda um impacto positivo destes investimentos para o meio ambiente.


Ao desenvolver a infraestrutura do país, seria possível reduzir em cerca de 15% as emissões de carbono e ainda diminuir o custo da distribuição de combustíveis em R$ 2 bilhões por ano, o que se refletiria no preço final ao consumidor.


De acordo com a matéria, do valor total, R$ 8,8 bilhões correspondem à infraestrutura direta no setor de combustíveis, como dutos e terminais aquaviários. Já outros R$ 109 bilhões são referentes a investimentos que podem atender a diversos setores e que também ajudariam na distribuição de derivados no país, como ferrovias.





Comentarios


bottom of page