top of page

Petroleiras investem em petróleo e gás mesmo com guinada verde

Em matéria do jornal O Globo, Marcus D’Elia, sócio da Leggio Consultoria, explica por que as petroleiras estão ampliando os investimentos em produção de petróleo e gás mesmo em tempo de transição energética.


De acordo com estudos do time Leggio, até 2040, apenas 40% da frota a gasolina no Brasil será composta por veículos híbridos e elétricos. Estima-se que o pico de consumo de gasolina ocorra em 2032. No ciclo do diesel, o horizonte é mais longo e revela um consumo em ritmo elevado. A demanda por diesel fóssil no Brasil continuará crescente até 2054.

“É importante continuar investindo em produção e refino porque o consumo de derivados vai continuar e será necessário adequar nossa produção ao volume demandado no país”, afirma D’Elia.

 


Comentarios


bottom of page