Estudo da LEGGIO é citado no Valor Econômico: mudanças no mercado de combustíveis

Winston Fritsch, doutor em Economia pela Universidade de Cambridge, escreveu sobre a grande mudança que a venda das refinarias da Petrobras irá ocasionar no setor, afetando a formação de preços nos postos de gasolina e gerando maior competição na oferta, incentivando tanto o aumento de eficiência dos refinadores quanto as importações, até hoje inibidas pelo monopólio e ganhos para o consumidor e para o setor sucroalcooleiro.


O estudo desenvolvido pela LEGGIO e citado no artigo, evidencia o crescimento de cerca de 70% do volume de gasolina e diesel consumido no Mercado Neutro, interior, entre 2010 e 2020, contra apenas 23% no Brasil. Esta tendência deve continuar com a profunda transformação da infraestrutura logística em curso nessa região. O fim da interferência arbitrária nos preços da gasolina, que determinam diretamente o preço do etanol no Brasil, e do crescimento da demanda por combustíveis terá impacto muito benéfico para o setor sucroalcooleiro. Isso será particularmente importante também no Mercado Neutro, contribuindo para consolidar a clara tendência atual de transição da cana para o milho como insumo das usinas de etanol.


Confira o artigo na íntegra!


https://valor.globo.com/opiniao/coluna/a-revolucao-da-privatizacao-do-refino-de-petroleo.ghtml


Foto: Andre Valentim/Petrobras